E mais um ano…

Quando nossa mãe está grávida, ela provavelmente deve ter feito as contas, pra saber em que dia, nós nasceríamos, certo?! Eu planejei para que meu filho nascesse no dia que nasceu. Não era o dia que eu queria (13/08), mas foi no dia que foi a segunda opção por causa das semanas e blá blá blá…

Tem gente, que programa pro filho nascer em um dia, mas o apressadinho nasce antes. Eu, por exemplo, nasci com 13 dias de atraso, num dia 13 com 13 horas em trabalho de parto. Coitada da minha mãe sofreu horrores.

Mas eu to aqui hoje, depois de certo tempo sem fazer um postzinho que fosse pra contar “uma estória”.

No feriado da proclamação da republica de 2007, fui eu “acampar” na antiga mansão Foster. Chegando lá, conheci um certo baiano, cheio das malemolências, com uma garrafa de Bohemia na mão, tirando onda comigo, só porque conhecia a “Senhora Foster” a mais tempo que eu; Rimos, choramos, bebemos, jogamos, todos, o feriado inteiro e em um momento de brincadeira, nos apelidamos, com uma forma muito carinhosa, que, certamente, nos chamaremos pela vida inteira. Fiz, nesse feriado, um amigo que a vida me deu de presente, e eu agradeço muito por isso, na verdade, “a culpa sempre é de Dadal”, certo?

Meu Devasso preferido, hoje é o seu dia, e embora eu não seja de ficar me expressando publicamente, eu amo você, seu baianinho safado, que me ajudou a ter as férias mais incríveis do mundo, e que as próximas férias, estejamos juntos novamente. Aproveite bastante, se divirta, comemore por varios dias, beba, alopre, você pode! 😀

Obrigada por me indicar filmes e bandas fodas, ter as conversas mais loucas, e sempre me ligar quando esta amanhecendo (ou não). Obrigada pelos conselhos, pelas palavras, obrigada por todos os momentos, ta?! AMO VOCÊ!

P-A-R-A-B-É-N-S Devasso, por mais um ano de vida e por nos proporcionar a sua companhia, mesmo, no meu caso, estando longe!

E… Pra não faltar, a música, de uma banda que a gente AMA, certo?!

Queens of the stone age – The lost of kepping a secret

Well I’ve got a secret, I cannot say
A modern movement to give it away
You’ve got somethin that I understand
Hold it in tightly, call on command
Leap of faith, do you doubt?
Cut you in I just cut you out

Whatever you do
Don’t tell anyone
Whatever you do
Don’t tell anyone

Look for reflections, in your face
Canine devotion, time can’t erase
Out on the corner or locked in your room
I never believe them and I never assume
Stuck in believe, there is a lie
Promise is promise, an eye for an eye
But we’ve got something to reveal
No one can know how we feel

I think you already know
How far I’d go not to say
You know the art isn’t gone
And I’m taking our song to the grave.


Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s