Bonequinho de aço

Dias corridos, tensos. Histórias mal resolvidas, pseudo pontos finais, coisas que eu realmente não conseguia entender. Quando eu achei que a calmaria fosse ficar,  após o termino de uma conversa aleatória, um terremoto começou.

Meu filho passou a madrugada de domingo para segunda vomitando de meia e meia hora. Pela manhã, deu uma acalmada, e eu achei que tudo ia ficar bem, quando voltou a vomitar. Corremos pro hospital. Resumindo: entre triagem, consulta, leito de emergência e internação até ele ter alta, foram 3 dias. Eu cheguei com ele na emergência do Quinta D’or eram mais ou menos 12:30 e só saí de lá no mesmo horário do dia seguinte, meio que à força pra poder almoçar e dormir. Almocei, mas não consegui dormir direito, preocupada com ele, mesmo ele estando em boa companhia. Ele ja estava internado, mas ainda estava em um leito na emergência, devido a falta de quartos no andar da pediatria, em sua grande maioria, pelos mesmos motivos que levaram meu pequeno pra lá: Gastroenterite

Depois de noites sem dormir, ele ja voltou para a aula hoje e esta muito bem, porém um pouco abatido, mas correndo e se divertindo, nem paree que ontem memso estava internado, colhendo sangue e com um acesso de soro glicosado na veia.

Sem mais detalhes, pois estou extremamente cansada. Não sei como, só consigo postar quando ja são quase 3 da manhã.

 

————-

 

Bom, fui ajudar e fazer companhia a uma pessoinha muito especial semana passada em um trabalho que ele fez como fotógrafo de uma peça chamada “Sonata dos Loucos”. Aproveitei, e fiz umas fotos também com a camera do meu celular.

 

Clicke aqui para ver as fotos 🙂

Já já, se tudo der certo, eu compro a minha camera!

 

————-

 

Mudando “um pouco” de assunto…

 

Quando eu tinha uns 9 anos, meu pa me ensinou a cantar uma música, uma moda de viola, e eu nunca mais esqueci. Esse ano, enjoada de cantar as mesmas músicas pro meu pequeno dormir, resolvi cantar a tal moda de viola. O que aconteceu, foi que ele aprendeu a cantar a música inteirinha com seus 4 aninhos, e eu tenho que cantar todo dia a mesma música pra ele poder dormir, se não dá até briga.

 

 

Sérgio Reis – Casinha Branca

 

Fiz uma casinha branca
Lá no pé da serra
Prá nós dois morar
Fica perto da barranca
Do Rio Paraná
A paisagem é uma beleza
Eu tenho certeza
Você vai gostar
Fiz uma capela
Bem do lado da janela
Prá nós dois rezar
Quando for dia de festa
Você veste o seu vestido de algodão
Quebro meu chapéu na testa
Para arrematar as coisas do leilão
Satisfeito eu vou levar
Você de braço dado
Atrás da procissão
Vou com meu terno riscado
Uma flor do lado e meu chapéu na mão
Vou com meu terno riscado
Uma flor do lado e meu chapéu na mão.


 

 

 

😉

Lembranças boas, apesar dos pesares… Obrigada Mãe, por tudo!

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s