Marco Histórico

Hoje, dia 13 de dezembro de 2010 é sem dúvida um dia para entrar para minha história como um dia mais do que importante.

Agora é madrugada de domingo para segunda. Meu final de semana tinha começado perfeito, lindo. Minha sexta foi repleta de coisas boas, reencontros familiares especiais. Meu sábado começou de ressaca, mas ainda assim, perfeito, tive uma tarde perfeita, e um início  de noite quase trágico. Minha madrugada de sábado pra domingo foi horrível, e o meu dia foi cheio de tentativas frustradas da minha mãe de me animar, futebol e carrinhos e muito carinho do meu filho. Depois de algumas ligações, ombros distantes, porém presentes, aquela estranha sensação de como se houvesse um enorme buraco negro no meu estômago diminuiu, mas ainda não se foi. Ainda estou passando mal, mas em alguns dias, isso tudo sumirá.

No fim do dia, fui pegar as chaves do meu apartamento, a única coisa de bom que eu realmente fiz esse ano, pois todo o resto não deu certo. Sabe, por uns poucos minutos eu consegui esquecer o que ta acontecendo na minha vida de ruim, e talvez, se eu me jogar de cabeça e me dedicar as minhas coisas, ser um pouco mais egoista, e sim, me amar mais.

 

Dia 13 de dezembro de 2010 é uma dia para eu me lembrar para todo o sempre. Quem sabe daquyi ha alguns anos as coisas não caminhem com suas próprias pernas? Ja errei MUITO, tenho conciência disso. Todo mundo erra.

Eu volto ao ponto zero, de onde eu não deveria ter saído, só que agora, com coisas boas passando por cima das coisas ruins.

Aprendi um ditadinho muito besta ao longo da minha vida, que se aplica muito bem a esse momento: “você colhe aquilo que planta”. Metade do que colhi, apodreceu, e a outra metade ainda esta nascendo. Me arrependo de tantas coisas, outras eu realmente gostaria de esquecer. Por enquanto, deixo quardado na gaveta da memoria os momentos bons, e guardo o ruins para me lembrar de nunca mais repeti-los.

Aos amigos, ombros, companheiros, obrigada por tudo. Chorar de tristeza ou de alegria com vocês, compartilhando momentos bons e ruins faz com que eu perceba que não estou sozinha. Apesar de tudo.

 

Eu tenho duas músicas nesse momento:

 

Depeche Mode – Wrong

I was born with the wrong sign
In the wrong house
With the wrong ascendancy
I took the wrong road
That led to the wrong tendencies
I was in the wrong place at the wrong time
For the wrong reason and the wrong rhyme
On the wrong day of the wrong week
I used the wrong method with the wrong technique
Wrong
Wrong

There’s something wrong with me chemically
Something wrong with me inherently
The wrong mix in the wrong genes
I reached the wrong ends by the wrong means
It was the wrong plan
In the wrong hands
With the wrong theory for the wrong man
The wrong eyes, on the wrong prize
The wrong questions with the wrong replies
Wrong
Wrong

I was marching to the wrong drum
With the wrong scum
Pissing out the wrong energy
Using all the wrong lines
And the wrong signs
With the wrong intensity
I was on the wrong page of the wrong book
With the wrong rendition of the wrong hook
With the wrong moon, every wrong night
With the wrong tune playing till it sounded right yeah
Wrong
Wrong

Too long
Wrong

I was born with the wrong sign
In the wrong house
With the wrong ascendancy
I took the wrong road
That led to the wrong tendencies
I was in the wrong place at the wrong time
For the wrong reason and the wrong rhyme
On the wrong day of the wrong week
I used the wrong method with the wrong technique

Wrong

 

E para coisas importantes, que por erro meu, eu perdi:

 

Luiza Possi – Eu Espero

Vai sim, vai ser sempre assim
A sua falta vai me incomodar,
E quando eu não agüentar mais
Vou chorar baixinho, pra ninguém ouvir.
Vai sim, vai ser sempre assim,
Um pra cada lado, como você quis
E eu vou me acostumar,
Quem sabe até gostar de mim.
Mesmo que eu tenha que mudar
Móveis e lembranças do lugar,
O meu olhar ainda vê o seu
Me devorando bem devagar.
Vem, que eu ainda quero, vem.
Quando menos espero a saudade vem
E me dá essa vontade, vem
Que eu ainda sinto frio
Sem você é tudo tão vazio
Vem me dar essa vontade,
Vem que esse amor ainda é meu.
Troco todos os meus planos por um beijo seu
E essa noite pode terminar bem.

 

Anúncios